Produto com valor agregado – O que é? Aplique agora mesmo

-
23/01/2020

O conceito de produto valor agregado pode alavancar o faturamento da sua empresa e torná-la uma referência em seu segmento de atuação. Quando um produto é criado por um empreendedor não deve ser pensado somente em sua funcionalidade específica. Atribuir a essa criação benefícios que extrapolam sua funcionalidade inicial adiciona valor aumentando o potencial interesse do público.

Produto valor agregado: o que é?

De maneira geral os produtos têm dois valores facilmente perceptíveis que são o valor inerente e o valor percebido. O primeiro se refere ao valor monetário do item, quanto ele custa para o consumidor, quanto mais qualidade mais caro ele será. Já o segundo corresponde ao custo-benefício do item, uma busca entre preço e vantagens que ele oferece.

Valor agregado consiste em tudo aquilo que não está abrangido pelos dois valores supracitados. Por exemplo, uma pessoa pode comprar uma torta congelada no supermercado e prepará-la em casa em poucos minutos, porém, se escolher consumir uma torta num café terá a experiência de estar num lugar com uma decoração e saboreando um doce mais bem feito.

Entra no escopo de valor agregado o bom atendimento ao cliente, o desenvolvimento de um departamento de pós-venda focado em acompanhar a experiência dos compradores e não só resolver problemas, busca por inovações pela marca entre outros. É importante ter um bom planejamento para oferecer aos clientes aquilo que desejam e necessitam.

6 Dicas de como agregar valor aos produtos

Abaixo listei dicas de como agregar valor para os produtos da sua companhia e pontos que podem ajudar a aumentar a satisfação dos consumidores.

1 – Produza considerando o futuro

Os consumidores não sabem o que irão desejar amanhã, mas as empresas precisam saber e já se preparar para atender a essas demandas. Essa ‘previsão’ do futuro pode ser feita através de pesquisas de mercado para entender quais são as opções disponíveis atualmente no setor de atuação e quais são os potenciais direcionamentos. Quando um empreendedor está se preparando para abrir o seu negócio ou para lançar uma nova linha de produtos precisa dedicar tempo e investimento financeiro numa boa pesquisa.

Além de reduzir as chances de erros e prejuízos os empresários também mostram para os clientes a sua preocupação em oferecer aquilo de que eles necessitam. Estar pronto para quando as tendências começarem a se concretizar é fundamental para se tornar a primeira escolha.

2 – Ouça seus clientes

Um dos principais erros que uma empresa pode cometer é não ouvir com atenção aquilo que seus consumidores têm a dizer a respeito do produto em questão. Preste atenção aos comentários feitos nas redes sociais, tenha um canal de atendimento aberto para o qual as pessoas possam encaminhar dúvidas e problemas.

A partir desse levantamento de dados é possível traçar um panorama do que pode ser mudado ou aperfeiçoado em seus produtos. Quando os consumidores percebem que aquilo que eles pedem está sendo atendido passam a nutrir um carinho especial pela marca.

3 – Ofereça atendimento de qualidade

Os vendedores dos produtos da sua marca devem ser treinados para receberem os clientes com uma simpatia sincera e agradável além de conseguirem entender o que eles precisam ajudando na escolha dos itens. A qualidade do atendimento faz parte do valor agregado, se um dos seus concorrentes (que pode ter um produto de mais qualidade e/ou com menor preço) tiver um atendimento ruim é possível que a sua companhia ‘herde’ alguns clientes.

4 – Preocupação com o meio ambiente

Empresas que se preocupam com o meio ambiente estabelecem maior valor agregado e fazem a sua parte para o bem-estar da humanidade. Isso pode ser feito através da redução de embalagens de plástico, oferta de sacolas biodegradáveis, implantação do sistema de refil (ideal porque permite ao consumidor economizar também) entre outros. Além de adotar essa atitude a sua organização pode e deve divulgar ações que os consumidores podem ter para também fazer a sua parte.

5 – Conteúdo

Uma forma estratégica de agregar valor aos seus produtos é tornar a sua marca uma referência no seu setor. Ter um blog ou mesmo compartilhar conteúdo de qualidade em suas páginas de redes sociais ou embalagens dos produtos oferecendo informação aos consumidores faz com que se estabeleça uma maior confiança no discurso da empresa. Hoje em dia é fundamental que as companhias usem o marketing de conteúdo.

6 – Programa de vantagens

Muitas empresas já têm programas de pontos e benefícios em que os clientes recebem brindes, descontos ou acesso a serviços de parceiros. A ideia é simples, considere o que a sua marca pode oferecer para os seus consumidores e estabeleça um sistema de controle em que as compras sejam registradas de maneira a gerar pontos para trocar por benefícios.

Fonte: Marcus Marques

Compartilhe:

Que tal conversar sobre
Planejamento Contábil?

Agende uma visita com a nossa equipe de especialistas.