O Que um Consultor Financeiro Pode Fazer Pela Sua Empresa?

-
14/04/2020

Você já pensou em contratar um consultor financeiro para ajudar a colocar as contas da sua empresa em dia? Se a resposta foi não saiba que esse profissional pode fazer muito pelo crescimento saudável da sua companhia. Mesmo sendo um gestor que tem amplos conhecimentos de finanças é possível deixar algumas questões relevantes passarem em branco.

O que é consultoria financeira e o que faz um consultor financeiro?

Todo empreendimento deveria contar com o serviço de consultoria financeira pelo menos uma vez em sua história no mercado. Trata-se de um serviço em que um profissional da área de finanças faz uma verdadeira imersão no histórico financeiro de um empreendimento para fazer o diagnóstico de eventuais problemas e oferecer o desenho de potenciais soluções.

O objetivo de uma consultoria é saber o que está errado ou pelo menos não está funcionando tão bem quanto poderia para oferecer resultados mais positivos para a organização. Em muitos casos de dificuldades financeiras as companhias estavam apenas deixando passar alguns detalhes relevantes de sua gestão não encontrando boas soluções. O papel do consultor financeiro para uma empresa se assemelha a de um médico para um paciente, fazer exames afim de diagnosticar e remediar eventuais problemas.

Mas, afinal o que um consultor financeiro pode fazer pelo meu negócio?

A seguir elaborei uma lista com algumas das atribuições de um consultor financeiro para que os gestores que ainda estão em dúvida sobre realizar a contratação desse serviço possam reconsiderar.

1 – Mais assertividade na elaboração de estratégias financeiras

Contratar um especialista para auxiliar numa área complexa como a financeira é bastante interessante para alcançar um crescimento equilibrado e saudável a médio e longo prazo. A expertise que esse profissional que presta consultoria possui é um ponto diferencial, pois ele irá olhar para os problemas da sua companhia com outros olhos e chegará a conclusões mais assertivas para solucionar eventuais crises.

2 – Identificação do que precisa ser otimizado

Quem é dono do seu próprio negócio sabe que precisa realizar um sem número de funções ao mesmo tempo e de preferência todas com excelência. Nem sempre é fácil além de ter boas ideias de marketing saber gerir as finanças.

O ideal é contratar um consultor financeiro que possa identificar os pontos de melhoria para a gestão dos recursos da sua organização evitando desperdícios como juros de contas pagas com atraso por desorganização, dificuldades em manter o fluxo de caixa, realização de pagamentos duplicados entre outros.

3 – Auxílio na tomada de decisões importantes

O conhecimento técnico e de mercado do especialista em finanças será de grande ajuda quando se mostrar necessário tomar uma decisão a respeito de um caminho a seguir. Investir em novos produtos, se inserir em novos mercados ou até decidir ampliar a divulgação da sua marca são questões que demandam uma avaliação dos recursos que serão utilizados em comparação com os resultados que serão obtidos.

Ao estudar todo o panorama financeiro atual e possibilidades para o futuro, o consultor financeiro, terá base para te ajudar a determinar se é ou não o melhor momento para seguir com o plano. É bastante frustrante se engajar em busca de um novo horizonte para a companhia e descobrir que todo o esforço foi em vão e que na verdade o objetivo não será alcançado.

4 – Planejamento das finanças corporativas e pessoais

Sabe qual é um dos principais motivos que levam negócios a falência? A dificuldade dos gestores de separar as finanças pessoais das finanças da sua empresa. Há duas questões pertinentes nesse tema, a de não utilizar os recursos da companhia para finalidades pessoais e a de não negligenciar a vida pessoal. Nem todo empreendedor tem estrutura financeira para passar alguns anos sem fazer retiradas do caixa da companhia para poder sobreviver.

O consultor financeiro pode auxiliar a criar uma estratégia que seja mais assertiva tanto no âmbito dos negócios como no pessoal. O bom gerenciamento das finanças pessoais se reflete no sucesso de uma organização, até porque aquele que cuida de suas finanças particulares tende a ser mais comedido na esfera corporativa. São dois temas inter-relacionados que não podem ser vistos em separado.

5 – Planos de contingência para eventuais crises

Há algumas coisas que são incontroláveis no mercado e que podem acarretar em dificuldades a médio e longo prazo. O acompanhamento realizado por um consultor financeiro pode contribuir para criar planos de contingência, ou seja, estratégias de reserva financeira e de recolocação no mercado.

Esperar o melhor e estar preparado para o pior é o segredo para se que sua organização se mantenha sempre produtiva e com a possibilidade de enfrentar problemas que nascem sorrateiros pegando o empreendedor de surpresa.

Fonte: Marcus Marques

Compartilhe:

Que tal conversar sobre
Planejamento Contábil?

Agende uma visita com a nossa equipe de especialistas.