Stakeholders e Shareholders: veja como influenciam o plano empresarial

-
28/11/2019

O gestor precisa ter domínio sobre todas as esferas do planejamento. Somente assim, ele conseguirá elaborar as melhores estratégias para que seu negócio prospere. Existem várias ideias que precisam ser analisadas quando se trata de efetivar um planejamento eficaz.

Muitos dos conceitos usados no mundo dos negócios têm origem inglesa e foram assimilados pela cultura brasileira em sua terminologia original. É por esse motivo que se faz necessário conhecer bem o significado desses conceitos.
Considere agora dois deles: stakeholders e shareholders. Neste post, veja como eles podem influenciar no plano empresarial!

O que são stakeholders?

O conceito surgiu em 1980, com o filósofo norte-americano Robert Edward Freeman. O stakeholder é a pessoa física ou jurídica que, de alguma maneira, sofre os impactos das ações de alguma empresa. Uma tradução livre significa “parte interessada”.

Para conquistar sucesso, as empresas devem criar algum tipo de valor, seja ele financeiro ou não, para pessoas interessadas, como clientes, fornecedores, colaboradores, investidores, comunidades. Nesse sentido, essas pessoas seriam os stakeholders mais importantes de uma empresa.

A partir disso, as organizações deixaram de se preocupar somente com números, resultados, lucros e prejuízos. Todos que sofrem impactos de uma determinada empresa é um stakeholder. Assim, se determinada pessoa ou loja é cliente de um banco, ela é um stakeholder da instituição financeira.

O que são shareholders?

Shareholder significa, em português, acionista. Acionista é uma pessoa que é dono de, no mínimo, uma ação de uma organização empresarial. Muitos deles também são investidores da empresa. Cada shareholder tem direito aos lucros proporcionados pelo negócio na proporção do capital investido.

Se uma empresa tem dois acionistas, sendo que um detém 80% das ações e outro 20%, o primeiro tem um poder de decisão maior e tem direito a receber um maior percentual dos lucros. Caso a organização tenha lucrado R$ 20 mil em um mês, o primeiro shareholder faz jus a R$ 16 mil enquanto o segundo tem direito a R$ 4 mil.

Qual a importância dos stakeholders e shakeholders?

As palavras são parecidas e um shareholder também é um stakeholder, mas é importante não confundir os termos. A influência que o acionista tem como stakeholder é muito alto, o que o coloca no grupo dos primários. Além de fazer investimentos, o shareholder pode ganhar ou perder capital conforme as estratégias usadas por sua empresa.

Um stakeholder frustrado pode gerar prejuízos para a empresa. Um shareholder, por ter os recursos materiais e mesmo os não-tangíveis, se estiver insatisfeito, pode suspender o fornecimento de recursos para a empresa, atrapalhando sua linha de produção.

Durante muito tempo, os gestores baseavam suas decisões somente nos shareholders. Porém, nos últimos anos, considerar o que pensam todos os stakeholders tem se mostrado a saída mais adequada para resolver problemas de forma mais eficiente.

Isso por que se todos os outros clientes, fornecedores, investidores externos, funcionários se mostrarem insatisfeitos ao mesmo tempo, ficará mais difícil para os acionistas manterem o negócio funcionando, mesmo com toda sua influência e poder decisório.

Como identificar stakeholders e shareholders?

Para começar, basta compreender que todo shareholder também é um stakeholder, mas o contrário não é necessariamente verdade. Um funcionário (stakeholder) pode se transformar em acionista, passando a também a shareholder. Em algumas empresas, é oferecida a possibilidade de colaboradores adquirirem ações como bônus ou mesmo pagamento.

Em um modelo corporativo stakeholder, existem características como:

  • modelo de responsabilidade social;
  • lucro dividido proporcionalmente entre acionistas, clientes, fornecedores, colabores e outros;
  • preocupação em agregar valor à sociedade, promovendo bem-estar aos colaboradores e ajudando no avanço do setor como um todo.

No modelo shareholder, por outro lado, o foco principal é garantir os lucros aos acionistas. A organização é vista como uma instituição puramente econômica, sem responsabilidade social.

Stakeholders e shareholders são dois conceitos fundamentais para conhecermos atualmente, especialmente com as mudanças promovidas pela Indústria 4.0, que inova não somente pela tecnologia avançada, mas pelas novas formas de relacionamento humano resultantes desse desenvolvimento tecnológico.

como-abrir-uma-empresa-5-passosPowered by Rock Convert
Compartilhe:

Que tal conversar sobre
Planejamento Contábil?

Agende uma visita com a nossa equipe de especialistas.