Impostos atrasados: o que fazer para regularizar a situação?

-
29/10/2019

No Brasil, o pequeno e médio empreendedor enfrenta várias adversidades, contudo, é irrefutável que um das maiores dificuldades é a de lidar com a grande carga tributária do país, que chega a cobrar 12 diferentes tipos de tributos. Devido a essa excessiva e complexa carga tributária, muitos empresários acabam atrasando o pagamento de impostos. Desconhecimento ou falta de saldo são um dos motivos para esse atraso.

Tal situação pode se tornar muito problemática, visto que sonegação é um crime tipificado no artigo 1º da lei nº 4.729 e impede a emissão da Certidão Negativa de Débitos, documento que permite a abertura de licenciamento, por exemplo.

Portanto, para evitar tal situação problemática de impostos atrasados, confira aqui algumas dicas!

Conheça os impostos

É crucial que a empresa saiba todos os impostos aos quais está inserida, tanto os municipais quanto os estaduais e federais, e também os juros que devem ser pagos caso haja o inadimplemento, que é o valor devido adicionado da Taxa Selic mais 1%, podendo chegar até 20% sobre esse valor.

Até o MEI (Microempreendedor Individual) deve se preocupar na questão tributária, pois mesmo tendo uma responsabilidade fiscal mais simples, pode acabar multado se o DAS (Documento de Arrecadação Simplificada) for inadimplido, pagando multa mínima de R$ 50,00, acrescido de 2% ao mês sobre o valor total que se deve sem passar do limite de 20% já mencionado.

Descubra se tem imposto atrasado

O segundo passo, com certeza, é saber os impostos que foram pagos e se há algum que não foi quitado. Para isso, você pode checar a condição da empresa perante alguns órgãos, emitindo certidões narrativas dos órgãos federais, estaduais e municipais, tendo cada um sites específicos para a consulta da certidão, como o site da Receita Federal.

Caso não queira recorrer a esse artifício virtual, pode ser feito também um relatório por meio de planilhas aonde você deve registrar todos os tributos que sua empresa pagará e posteriormente os que estão sendo pagos.

Todavia, nesse método, o custo é um pouco maior, já que será usada mão de obra para realizar essa função e vai demandar mais tempo que o processo de pesquisa de Certidões. Porém, uma empresa competente pode facilitar e deixar mais eficiente esse processo.

Analise a melhor forma de pagar

Uma grande dúvida que muitas vezes está presente no momento do pagamento dos tributos atrasados é se eles devem ser pagos de forma integral ou parcelados. O mais adequado é analisar as condições financeiras da sua empresa e os benefícios oferecidos para a liquidação da dívida sem parcelamento.

Caso o lucro não esteja sendo o suficiente para pagar o tributo, é válido cogitar o parcelamento da dívida, visto que mesmo a longo prazo você conseguirá pagar e não prejudicará possíveis procedimentos necessários ao funcionamento da sua empresa. O MEI, por exemplo, pode optar pelo Parcelamento Convencional, o qual contempla 60 parcelas com mínimo de R$ 50,00 cada uma.

É de grande importância no caso de liquidação de dívida a observância de parcelamentos especiais, os quais têm sido bastante adotados pelo Governo nos últimos anos, o que facilita muito o pagamento da dívida.

Contrate um profissional

Última dica, mas provavelmente a mais importante. Ao consultar e perceber que sua empresa está endividada, é recomendável estabelecer o contato com uma empresa de confiança para receber ajuda nessa situação.

Profissionais adequados vão poder escolher com eficiência qual a melhor forma de pagamento que você deve optar no momento e ainda poderão ajudar no futuro para que você não entre no inadimplemento, tornando o processo menos desgastante e dispendioso. Além disso, eles evitarão que você sofra algum processo judicial ou administrativo por causa do inadimplemento.

Além de ajudar no pagamento, uma empresa de confiança pode auxiliar o empresário a tomar decisões e iniciativas em pontos estratégicos do seu negócio.

Neste artigo, vimos algumas dicas para resolver a situação de impostos atrasados na empresa. Por fim, conferimos a importância de contar com uma empresa especializada nesse processo.

Gostou do conteúdo? Entre em contato com a Formma Contábil e veja como podemos ajudá-lo!

como-abrir-uma-empresa-5-passosPowered by Rock Convert
Compartilhe:

Que tal conversar sobre
Planejamento Contábil?

Agende uma visita com a nossa equipe de especialistas.