Gestão de capital de giro: saiba como fazer e sua importância!

-
11/10/2018

Você conta com alguma reserva financeira na sua empresa? Sabe como administrar recursos destinados a dar suporte ao negócio quando necessário? No caso de alguma emergência, há como suprir a demanda sem ter grandes prejuízos? Tudo isso faz parte da gestão do capital de giro na sua companhia!

Portanto, é fundamental que você entenda qual é a importância de realizar uma boa gestão do capital de giro no seu negócio. Além disso, é preciso descobrir como implementar a atividade na sua rotina.

Interessou-se e quer saber mais sobre o assunto? Continue a leitura!

O que é a gestão do capital de giro?

O capital de giro — também conhecido como ativo circulante — é todo aquele dinheiro que pode ser destinado à manutenção das tarefas diárias de uma organização. Ele consiste nos materiais e equipamentos da sua empresa, na reserva financeira armazenada e nas contas a receber, entre outras questões.

Portanto, trata-se de tudo aquilo que possa ser rapidamente convertido em capital para manter o giro do negócio. Assim, ele manterá seu funcionamento diário e suas rotinas básicas.

A gestão do capital de giro equivale à administração e ao controle eficiente desses pontos. Isso significa que todos os recursos destinados a cumprir com as obrigações diárias e rotinas da empresa devem ser acompanhados de perto, de modo a garantir sua longevidade.

Qual é a importância dessa prática?

A gestão do capital de giro é essencial ao bom funcionamento da companhia. Você já ouviu falar que, no Brasil, a maioria das empresas fecha as portas após cinco anos de funcionamento? Um dos motivos que leva a isso é a falta de planejamento financeiro, principalmente relacionado ao capital de giro.

Portanto, a boa gestão desse ativo é essencial para manter um negócio em funcionamento. É por meio desse processo que você se torna capaz de cumprir obrigações e compromissos estabelecidos com fornecedores, clientes e funcionários, por exemplo.

Além disso, a gestão do capital de giro permite lidar com uma série de imprevistos da forma adequada. Portanto, quando um maquinário quebra na sua empresa e você controla seus ativos corretamente, pode substituí-lo com agilidade, sem comprometer as finanças e o futuro do negócio.

Por fim, é preciso saber que a gestão do capital de giro faz parte da administração financeira da empresa como um todo. Portanto, mesmo com um bom faturamento e lucros, sem esse processo você fica sujeito a perdas capazes de comprometer as atividades diárias do seu negócio.

Como realizar uma boa gestão do capital de giro?

Já vimos como a gestão do capital de giro é essencial para o funcionamento diário e a longevidade do seu negócio. Porém, resta a dúvida: como conduzir essa atividade da melhor maneira?

A seguir, veja algumas dicas para realizar um trabalho eficaz na sua empresa!

Conheça bem seu negócio

É essencial que você entenda muito bem seu negócio. É preciso saber qual o valor do capital de giro ideal à empresa, a quais riscos você está sujeito e de quanto precisa para garantir todas as rotinas corporativas mensalmente.

Portanto, revise seus processos e faça todos os cálculos necessários para entender a fundo o funcionamento da sua empresa. Invista também em uma boa gestão de riscos e aproveite para calcular quanto capital de giro você tem e de quanto necessita para se manter no verde.

Registre tudo

Registre todas as transações e aquisições com detalhes. É importante que você acompanhe cada entrada e saída de recursos que ocorre para realizar uma boa gestão do capital de giro.

Você deve, ainda, fazer previsões de recebimentos para aquelas parcelas que os clientes não quitaram ou qualquer outro investimento. Também é preciso contar com um balanço patrimonial, além de ter um controle das máquinas e dos equipamentos que fazem parte da sua empresa, assim como de quaisquer outros recursos que tenha adquirido.

Negocie prazos

Quando você organiza suas finanças pessoais, idealmente negocia prazos de pagamento para depois do dia em que recebe seu salário, não é mesmo? Na empresa, o mesmo deve ser feito. Isso significa que os prazos de pagamento devem ser negociados para depois da principal data de recebimento de recursos pela organização.

Portanto, revise esses elementos e busque identificar qual é o melhor dia para pagar as contas do seu negócio. Com esses dados em mãos, entre em contato com fornecedores e prestadores de serviço para que as datas fiquem de acordo com a gestão de capital de giro da sua empresa.

Conte com uma assessoria de contabilidade

Uma assessoria de contabilidade conta com profissionais especializados na gestão de capital de giro das empresas. Portanto, ela pode se tornar sua maior aliada nesse processo, uma vez que tais pessoas são capazes de identificar riscos e realizar previsões com maior eficácia, devido à experiência que têm na área.

Portanto, não hesite em contar com uma assessoria de contabilidade para garantir uma boa gestão do capital de giro e, consequentemente, a longevidade e o sucesso da sua empresa.

Quais são os impactos de não ter uma boa gestão?

Não contar com uma eficiente gestão do capital de giro pode trazer uma série de problemas para sua companhia. A seguir, entenda alguns deles.

Sua empresa fica suscetível a empréstimos e financiamentos

Geralmente, quando não realiza uma boa gestão de capital de giro, o negócio precisa recorrer aos bancos para quitar dívidas ou arcar com compromissos. Dessa forma, você acaba ficando suscetível a empréstimos e financiamentos, comprometendo a situação financeira do negócio.

O fluxo de caixa pode ficar negativo

Quando você não sabe exatamente de quanto precisa para manter suas atividades, pode acabar com um fluxo de caixa negativo. Ou seja: a empresa ganhará menos do que gasta, o que deixará o negócio no vermelho.

O negócio perde o poder de negociação

Poder negociar prazos e formas de pagamento é muito importante para a manutenção de uma companhia. Afinal, só assim você é capaz de suprir as necessidades da sua empresa da melhor forma possível.

Porém, a ausência da gestão de capital de giro compromete o negócio nesse aspecto, uma vez que ele não consegue cumprir com seus compromissos. Dessa forma, o poder de negociação com bancos, investidores e fornecedores é perdido, comprometendo sua longevidade.

Um imprevisto pode levar à falência

Imprevistos acontecem dentro de uma organização, mas é essencial que haja um capital de giro suficiente para lidar situações do tipo da melhor maneira possível. Sem uma gestão adequada desses ativos, você fica suscetível a qualquer gasto não planejado para o negócio — o que pode levar, inclusive, à falência.

Portanto, realizar uma boa gestão do capital de giro é essencial para a manutenção e o sucesso do negócio. Aproveite nossas dicas e melhore esse processo agora mesmo na sua empresa!

Este artigo foi útil para você? Então aproveite e descubra como aumentar o capital de giro do seu negócio!

Compartilhe:

Que tal conversar sobre
Planejamento Contábil?

Agende uma visita com a nossa equipe de especialistas.