5 competências básicas de um parceiro de auditoria externa e interna

-
04/10/2019

Contar com o auxílio de uma auditoria externa e interna é essencial para uma gestão eficaz da empresa, tendo em vista que essa tarefa é um grande desafio para vários empreendedores. Trata-se de um processo executado com a finalidade de identificar evidências que atestem a eficiência e adequação das atividades desenvolvidas pelo negócio, garantindo sua segurança financeira e patrimonial.

Contudo, contratar o profissional adequado para desenvolver essa função é fundamental para que os gargalos sejam identificados e alternativas para melhorias sejam propostas. Quer saber como fazer essa escolha? Continue sua leitura!

O que é a auditoria externa?

É a auditoria responsável por analisar as políticas e processos internos estipulados pela companhia. O dever do auditor é conceder informações financeiras precisas, além de verificar as operações e controle interno. Entre suas vantagens estão:

  • colaboração com a cultura de governança corporativa;
  • aumento do grau de confiabilidade da organização diante do público externo;
  • cumprimento das exigências previstas em lei;
  • comprovação da autenticidade dos registros contábeis etc.

O que é auditoria interna?

É uma ferramenta importante para mostrar como anda a eficiência do planejamento estratégico e auxiliar nas tomadas de decisões, tendo como finalidade atender às necessidades da administração. Além disso, realiza avaliações dos processos da empresa e fornece orientações em relação aos riscos que podem influenciar nos resultados do negócio. Entre as principais vantagens estão:

  • apresentar informações reais sobre a situação da companhia;
  • fiscalizar os controles internos;
  • proteger a instituição contra fraudes e erros;
  • apontar falhas nas operações e sugerir medidas corretivas e preventivas;
  • evitar pagamentos indevidos, entre outros.

Qual a diferença entre auditoria externa e interna?

Diferente da auditoria interna, a externa não se preocupa de forma direta com a identificação e prevenção de fraudes — mas nada impede que isso aconteça ao longo da realização da auditoria.

A auditoria externa serve como um atestado que a companhia segue boas práticas de governança corporativa e tem o fito de aumentar a confiança no mercado, enquanto a interna tem foco na administração. Ou seja, a principal diferença está no foco do trabalho.

Quais características um bom auditor precisa ter?

Ao contratar um auditor, algumas competências devem ser avaliadas e, dessa forma, fazer a melhor escolha. Conheça algumas delas.

1. Integridade

Um auditor íntegro tem uma conduta reta, não se envolvendo em situações que prejudiquem a empresa ou desrespeite a lei. Pelo contrário, suas ações são pautadas pela honestidade, responsabilidade e diligência. Além disso, faz um trabalho parcial e sensível a qualquer caso que possa influenciar no seu julgamento.

2. Confidencialidade

O profissional precisa manter discrição quanto a utilização e proteção das informações que são coletadas ao longo da execução de suas atividades. Os dados não devem ser usados de maneira inadequada para ganhos pessoais ou como forma de prejudicar o interesse da empresa auditada.

3. Ética

A ética é o ponto-chave para uma auditoria de sucesso. A estrutura do negócio deve ser auditada com fundamento nos princípios da contabilidade, assim como as regras e regulamentos definidos pelos entes fiscalizadores.

O trabalho do auditor vai além do apontamento de problemas. Ele busca auxiliar a empresa na manutenção das métricas contábeis bem delineadas, focando em pontos para uma atuação preventiva que busque atingir metas e destaque.

4. Experiência

A auditoria é um trabalho minucioso e que precisa ser realizado por profissionais qualificados e competentes, considerando que qualquer falha pode causar sérios prejuízos para a organização. É necessário, portanto, ter conhecimentos e habilidades suficientes para que a auditoria aconteça de forma objetiva e verdadeira.

5. Retorno positivo

O serviço de auditoria contratado precisa trazer resultado positivos, e não mais problemas. Para isso, ele precisa:

  • colaborar com informações de qualidade para o aperfeiçoamento dos processos da empresa;
  • assessorar e atuar diretamente com os setores fiscais e contábeis;
  • identificar falhas nas operações em desrespeito com a legislação tributária;
  • atentar para soluções que possam desenvolver a governança da companhia etc.

Para garantir as vantagens que uma auditoria externa e interna pode proporcionar para a empresa, é importante contar com o auxílio de uma empresa de qualidade e bem-conceituada no mercado, garantindo o sucesso da contratação.

Quer tornar a contabilidade mais estratégica e eficiente? Visite nosso site e veja como podemos ajudá-lo!

como-abrir-uma-empresa-5-passosPowered by Rock Convert
Compartilhe:

Que tal conversar sobre
Planejamento Contábil?

Agende uma visita com a nossa equipe de especialistas.